A Ciência da Contabilidade: Cenário, Tendências e futuro.

 “Bárbara é a  nação que  não possui livros de ciência escritos na própria língua”

                             (Antônio Genovesi, filósofo italiano)

 

 Visitando-se as bibliotecas das nossas principais Universidades, constata-se a existência de um  bom número de monografias, dissertações de mestrado, teses de doutorado e livre docência, na área do conhecimento da Ciência Contábil.

 Em muitos casos são verdadeiras “obras de arte”  que representam condignamente a produção científica da nobre classe contábil brasileira. Trabalhos resultantes de anos de estudos, vivência prática, árdua e profunda pesquisa. O produto final significa a manutenção viva da  base científica do pensamento e da teoria contábil, desde os primórdios até o presente.

 Os abnegados pesquisadores, autores dessas obras, submeteram-se à doutas bancas examinadoras,  em audiências públicas, à época da apresentação dos projetos e posteriormente do trabalho final, ocasião em que foram laureados com os títulos de Especialistas, Mestres, Doutores e Livres Docentes.

 Os temas são normalmente voltados para as áreas acadêmica, como metodologia do ensino superior, análise educacional, teoria contábil, etc.  ou para aplicação na esfera profissional: contabilidade avançada, tributária, pública, rural, de custos, gerencial, bancária; sistemas de informações, auditoria, controladoria, análise de demonstrações financeiras, etc.

 Tão gratificante como o cenário ora apresentado, a tendência é também motivadora  com o surgimento de muitos assuntos emergentes que representam desafios para a classe contábil.

 Como resultado do processo de avanço do conhecimento e dos seguimentos produtivos da sociedade em todo o mundo, surgem novas oportunidades empreendedoras em todos os setores e  a conseqüente necessidade de desenvolvimento de novos mecanismos de controles, mensuração e informações para avaliação de desempenho e tomada de decisões. 

Já é notória a preocupação da classe contábil – atenta aos  avanços – com novas linhas de pesquisas voltadas para temas como Contador com Performance Global, Contabilidade Ambiental, Balanço Social, Contabilidade Internacional, Globalização das Normas Contábeis, Abordagens de Ensino Mediante Processo Eletrônico,  Novas Técnicas de Aplicação Prática da Produção Científica, Novo Padrão Ético face às Inovações, etc.

 E o futuro? O que nos reserva? A julgar pelo passado e presente, novas tendências surgirão e não podemos precisá-las, é claro. O importante é estarmos preparados para a nobre missão de pesquisá-las e formatá-las  naquilo que for pertinente ao campo de atuação da Ciência Contábil, tornando-as compreensíveis e úteis para a  sociedade.

 

Publicação:  Boletim do CRC-SP e Mensário do Contabilista, ambos de jan/00; e IOB Comenta de  mai/00, edição 21.