JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO
(Lei 9.249 de 26/12/95)

 

Deverão ser pagos ou creditados individualizadamente ao titular, sócio ou acionistas, a título de remuneração do capital próprio, calculados sobre as contas do patrimônio líquido e limitado à variação da Taxa de Juros de Longo Prazo – TJLP.

 

TAXA DE JUROS DE LONGO PRAZO – TJLP
A TJLP é expressa em percentuais anuais e tem vigência de três em três meses, sendo divulgada pelo Banco Central do Brasil.

Exemplo:
Período de 01.12.X0 a 28.02.X1 =   9,89% ao ano
Período de 01.03.X1 a 31.05.X1 = 11,71% ao ano
Período de 01.06.X1 a 31.08.X1 = 10,63% ao ano

 

APURAÇÃO DA TJLP MENSAL
Essas TJLP anuais devem ser decompostas em taxas mensais para utilização no cálculo do período a que se refere a remuneração dos juros sobre o capital próprio. Para se apurar a taxa de juros mensais é necessário desenvolver os seguintes cálculos: 

                                                                                              Anual            Mensal

                        Período de 01.12.XO a 28.02.X!                         9,89%
                       
(1+0,0989) elevado à potência 1/12                                       0,7890%

                        Período de 01.03.X1 a 31.05.X1                        11,71%
                       
(1+0,1177)elevado à potência 1/12                                        0,9316%         

                        Período de 01.06.X1 a 31.08.X2                        10,63%
                       
(1+0,1063) elevado à potência 1/12                                        0,8454%                                                           
                       

 

TAXA ACUMULADA SEMESTRAL
A Taxa de juros acumulada no primeiro semestre/X1, será a seguinte: 

                        Jan/X1                        1,007890x
                       
Fev/X1                        1,007890x

                       
Mar/X1                       1,009316x
                       
Abr/X1                        1,009316x
                       
Mai/X1                        1,009316x

                       
Jun/X1                         1,008454x                                                   

                                                        =  5,3328%

  

CALCULO DOS JUROS EM 30.06.X1
Admitindo que a empresa tenha a seguinte posição no Patrimônio Líquido em 31.12.X0:

Capital                                                          500.000,00
Reserva Legal                       20.000,00
Reserva para Contingências   10.000,00
Lucros Acumulados               70.000,00
Reservas de Capital              200.000,00          300.000,00                                                                                                                                          800.000,00

  

BASE DE CÁLCULO
O cálculo dos juros remuneratórios é feito sobre o valor do Capital e Reservas de Lucros, não se considerando as Reservas de Capital, portanto, nesse exemplo a base de cálculo é de $ 600.000,00.

 

TAXA DE JUROS ADOTADA PELA EMPRESA
Considerando que a empresa resolva remunerar o capital próprio à taxa de 5%. Observe-se que está abaixo do limite máximo permitido pela TJLP que é de 5,3328%, assim teremos:

                               600.000,00  x  5%  = 30.000,00

 

 ASPECTO CONTÁBIL
Os juros pagos ou creditados serão considerados como despesa financeira.

Lançamento Contábil
D – Juros sobre o Capital próprio (despesa financeira)
C    Caixa
              Pagamento de juros sobre o capital  próprio com base nos
             
valores de Patrimônio Líquido de 31.12.X0, conforme
             
Planilha anexa.                                                                         $ 30.000,00

             

  ASPECTO FISCAL
Os juros remuneratórios ficarão sujeitos à incidência do Imposto de Renda na Fonte à alíquota de 15% na data do pagamento ou crédito.

  

PRAZO DE RECOLHIMENTO
Até o terceiro dia útil da semana seguinte, preenchendo o Darf com o código 5706.