NOTAS EXPLICATIVAS

 

As Demonstrações Financeiras devem ser complementadas com Notas Explicativas, elaboradas com o objetivo de destacar detalhes importantes, e prestar esclarecimentos adicionais sobre a performance da empresa, dados estes que não são visíveis pela simples leitura e análise das demonstrações financeiras apresentadas; porém, de suma importância para os agentes interessados na informação contábil. 

  1. Informações sobre o Contexto Operacional no qual a empresa está inserida;

  1. os critérios de avaliação dos elementos patrimoniais (ativos e passivos);

  1. as participações relevantes em controladas e coligadas;

  1. os investimentos de capital: investimentos de caráter permanente, imobilizado e diferido;

  1. as obrigações contraídas, especificando-as pela espécie de obrigação, garantia, valor, amortização, juros, rendimento, etc.;

  1. a composição do Capital Social;

  1. eventos passados e futuros que influenciaram ou influenciarão os negócios e resultados da companhia;

  1. outras informações importante sobre as demonstrações que devam ser apresentadas aos agentes interessados na empresa.

 

  

MODELO DE NOTAS EXPLICATIVAS

(Em milhares de Reais – R$)

 

1. CONTEXTO OPERACIONAL

A Companhia se insere no seguimento de comércio, importação e exportação de conservas alimentícias, doces, geléias, sucos, frutas, cereais e demais produtos alimentícios em geral e seus derivados.

 2. SUMÁRIO DAS PRINCIPAIS PRÁTICAS CONTÁBEIS

As demonstrações financeiras foram elaboradas em obediência aos preceitos da Legislação Comercial; aos preceitos da Leis das Sociedades Anônimas; e aos Princípios de Contabilidade Geralmente Aceiros. As principais práticas na elaboração das demonstrações financeiras são as seguintes: 

a) Determinação do resultado

O resultado é apurado em obediência ao regime de competência de exercícios.

b) Ativos circulantes e realizável a longo prazo
A provisão para contas de realização duvidosa é calculada com base na experiência da administração com perdas em anos anteriores, condições de mercado e situação econômica.

Os estoques são demonstrados pelo custo médio de aquisição ou produção, inferiores, respectivamente, ao custo de reposição e ao valor de realização.

Importações em trânsito são demonstradas pelo custo acumulado de cada importação.

Os demais ativos circulantes e realizáveis a longo prazo estão demonstrados aos seus valores originais, adicionados, quando aplicável, pelos valores de juros e variações monetárias ou, no caso de despesas pagas antecipadamente, demonstrados pelo valor de custo.

c) Ativo permanente
Os investimentos permanentes e relevantes em companhias ligadas são avaliados pelo método da equivalência patrimonial.

O ativo imobilizado é demonstrado ao custo ou valor de avaliação. As depreciações são calculadas pelo método linear, às taxas mencionadas na Nota 5.

O ativo diferido é demonstrado ao custo e as amortizações são efetuadas entre cinco e dez anos, a partir da data em que os benefícios começam a ser gerados.

d) Passivo circulante e exigível a longo prazo
Demonstrados por valores conhecidos ou calculáveis, acrescidos, quando aplicável, dos correspondentes encargos e variações monetárias ou cambiais incorridos até a data do balanço.

 

3. ESTOQUES                                                                              20x1           20x0

Mercadorias                                                                                 10.500          8.300
Material de embalagem                                                                   1.200             900
Material de expediente                                                                 ___300         __100

Total                                                                                            12.000          9.300

 

 

      4. INVESTIMENTOS

Participação em Controladas:

Neste item deverão ser informados, por empresa, os valores dos investimentos no exercício atual e no anterior. 

Deverão ser informados também todos os dados referentes as Coligadas e Controladas, tais como:

 - Capital Social;

 - Nº de ações;

 - Participação no capital;

 - Patrimônio Líquido;

 - Lucro Líquido.

 

 

5.    IMOBILIZADO

Avaliados pelo custo original mais reavaliação efetuada, e depreciados pelas taxas estabelecidas na legislação.

                                                                             20x1             20x0       % depreciação

Móveis e Utensílios                                               65.100            56.400                10

Instalações                                                           28.200            13.500                10

Veículos                                                               48.300            23.800                20

                                                                         141.600          93.700                     

 

6.    DIFERIDO
Neste item deverão ser informados os gastos que irão contribuir para a formação do resultado de mais de um exercício.

                                                                              20x1             20x0         % amortização

Despesas de reorganização                                      5.200                -                     20

Despesas com Desenvolvimento de sistemas             3.100                 -                   20

                                                                              8.300                                             

 

 

7. FINANCIAMENTOS
Os financiamento de bens de capital no valor de $ 7.200 ($5.600 em 20x0), estão sujeitos à variações monetárias, além de encargos médios anuais de 18%.

 

8. CAPITAL
O capital social está representado por 12.934 ações sem valor nominal, sendo 7.188 ordinárias e 5.746 preferenciais.

 

9. PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIAS E EVENTUAIS
A Sociedade, a exemplo das demais empresas que operam no país, está sujeita à contingências fiscais, legais, trabalhistas, cíveis e outras. Em bases periódicas a Administração da Sociedade revisa o quadro de contingências conhecidas, avalia a possibilidade de eventuais perdas com as mesmas, ajustando a provisão para contingências e eventuais, a débito ou crédito de resultados.

 

10. INSTRUMENTOS FINANCEIROS
Os instrumentos financeiros, ativos e passivos da companhia, em 31 de dezembro de 20x1 e de 20x0, estão todos registrados em contas patrimoniais e não apresentam valores de mercado diferentes dos reconhecidos nas demonstrações financeiras.

 

11. COBERTURA DE SEGUROS
Face à natureza de suas atividades, à descentralização das suas instalações , a Companhia adota política de contratar cobertura de seguros com base no conceito securitário de “perda máxima provável” , o que corresponde ao valor máximo passível de destruição em um mesmo evento.

Dentro desse conceito, em 31 de dezembro de 20x1, os ativos da Companhia apresentavam-se segurados contra sinistros (incêndio, raio, explosão, atos dolosos e impactos de veículos em R$ 500.000,