PÓS-GRADUAÇÃO: LATO SENSU X STRICTO SENSU
(Entenda melhor o assunto)

  

Os programas de pós-graduação lato sensu, podem ser cursos de atualização, extensão ou especialização. Um curso de atualização, normalmente com poucas horas aula, visa atualizar um profissional da área, em assunto de seu domínio, exemplo: um contador que necessita atualizar seus conhecimentos sobre registro de operações do mercado de capitais. Os participantes são possuidores de pré-requisitos específicos, ou melhor, de conhecimentos anteriores que os capacitam a participar do curso, visando o seu entendimento.

 Um curso de extensão, visa estender o conhecimento do participante em uma nova área, exemplo: um engenheiro que necessita ampliar seus conhecimentos sobre finanças. São cursos de média duração, exigem pré-requisitos gerais mas não específicos e costumam trabalhar tópicos específicos por inteiro.

 Os cursos de especialização, por sua vez, são cursos com resoluções oficiais, que exigem número mínimo de horas, percentual mínimo de freqüência, trabalhos etc. Os MBAs são desta categoria. Um MBA pressupõe em seu currículo, módulos de Finanças, Economia, Marketing, Contabilidade, Planejamento Estratégico e Gestão de Pessoas e Liderança.

 No Brasil, MBA é pós-graduação lato sensu. Esses cursos podem ser oferecidos por instituições de ensino superior, independentemente de autorização do Ministério da Educação, mas devem atender alguns dispositivos contidos na Resolução nº 1, de 03 de abril de 2001, do Conselho Nacional de Educação, como por exemplo: duração mínima de 360 horas-aula  presenciais; freqüência obrigatória de 75%; participação exclusiva de graduados e a elaboração de um Trabalho de Conclusão de Curso – TCC. Portanto, o MBA brasileiro, como anteriormente definido, não é um curso de mestrado e não dá nenhuma titulação ao seu portador (mestre, doutor etc.).

 E por falar em titulação, esclareça-se que o título de mestre no Brasil, só pode ser obtido em uma Escola de Ensino Superior, que possua programa de mestrado autorizado e reconhecido pelo Ministério da Educação e pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior  - CAPES e que atenda a todas as demais resoluções específicas para a área. Esses cursos, os mestrados, são cursos de pós-graduação stricto sensu, e visam a formação de professores e pesquisadores, sendo portanto cursos de formação acadêmica. Neste mesmo caso, encontram-se, também os programas de doutorado. A obtenção do título é precedida da elaboração e defesa perante banca examinadora de uma dissertação de mestrado ou uma tese de doutorado.  Por outro lado, os  cursos de Pós-Graduação lato sensu (atualização, extensão e especialização profissional) conferem aos participantes, sempre que fizerem jus, apenas um certificado de conclusão de curso. Portanto, muita atenção, os cursos de pós-graduação da categoria lato sensu, inclusive  o MBA, ao contrário do que muita gente pensa,  não é mestrado e o participante não recebe o título de Mestre, e muito menos o de Doutor ou, Livre Docente.

 

Publicação: Mensário do Contabilista, ano XL, ed. 478, jul/02.

Publicação: Boletim do CRCSP , ano XXXIV, ed. 151, jun/04